ENAJUS

Encontro de Administração da Justiça

Encontro de Administração da Justiça (ENAJUS) é um evento científico anual que se propõe a discutir, com base em evidências, as distintas dimensões teóricas, metodológicas e práticas, que compõem o funcionamento da Justiça. Trata-se de uma iniciativa que visa congregar várias áreas do conhecimento, como Direito, Economia, Sociologia e Administração Pública, com a finalidade de gerar e disseminar conhecimentos capazes de melhorar os níveis de eficiência e de efetividade da Justiça. Essa ação é particularmente importante para a Justiça brasileira, reconhecida como cara, congestionada, lenta e pouco efetiva.

Administração da Justiça é tema de alta relevância social e política, porém, pouco estudado no Brasil. A administração da justiça implica o uso coordenado e articulado de recursos, conhecimentos, pessoas, regras e leis com o objetivo de resolver conflitos entre indivíduos, grupos e organizações. Consequentemente, um sistema de justiça bem administrado é uma característica civilizatória da sociedade e contribui para a paz social e para o desenvolvimento social e econômico do país. Tal sistema também pode fomentar relações sociais baseadas em valores e princípios éticos e morais, incluindo o respeito às leis e regras que regem tais relações, e o reconhecimento dos direitos de grupos sociais e indivíduos.

O EnAJUS é resultado do trabalho cooperativo do grupo de pesquisa Administração da Justiça (AJUS), do Programa de Pós-Graduação em Administração, e de professores do Programa de Pós-Graduação em Direito, ambos da Universidade de Brasília, do Centro de Administração e Políticas Públicas (CAPP) da Universidade de Lisboa, e do Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas Sociais (IBEPES). Somam-se a esse empreendimento, a partir da edição de 2020, a Universidade Positivo, por meio dos programas de pós-graduação em Administração e em Direito, e a Direção-Geral de Política de Justiça, do Ministério da Justiça de Portugal. Trata-se, portanto, de evento que se consolidou rapidamente e que amplia suas fronteiras para além-mar.